Leitores na sombra: o leitor beta no romance de Luiz Antônio de Assis Brasil

  • Tiago Dantas Germano PUCRS/Doutorando

Resumo

Este artigo pretende analisar o papel da leitura beta no processo de criação do romance Figura na Sombra (2012), de Luiz Antônio de Assis Brasil. Partindo deste conceito de leitura introduzido por Henry Jenkins, distinguindo-o do de primeiro leitor, de Philippe Willemart, e relacionando-o ao de microleitura, de Nathalie Kremer, e de leitura tradutória, de Marie-Helène Paret Passos, demonstro o comportamento de três leitores nos manuscritos da obra em questão a partir de suas rasuras. O texto narra ainda meu próprio contato com o dossiê genético, os encontros e desencontros do pesquisador em um estudo de gênese.

Referências

ASSIS BRASIL, Luiz Antônio de. Figura na sombra. Porto Alegre: L&PM, 2012.

BARBOSA, Luiz Carlos. Um homem Gentil. Extra Classe 21, Porto Alegre, out. 1996. Diponível em: Acesso em: 01. Jul. 2015.

BIASI, Pierre-Marc de. A genética dos textos. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2010.

GRÉSSILON, Almuth. Elementos da crítica genética: ler os manuscritos modernos. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

PASSOS, Marie-Helène Paret. Da crítica genética à tradução literária: o caminho da (re)criação e da (re)escritura ‘Anotações para uma Estória de Amor’ de Caio Fernando Abreu. UFRGS, 2008. 180 p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

WILLEMART, Philippe. Universo da criação literária: crítica genética, crítica pós-moderna? São Paulo: EdUsp, 1993, p. 82.
Publicado
2019-07-05
Como Citar
GERMANO, Tiago Dantas. Leitores na sombra: o leitor beta no romance de Luiz Antônio de Assis Brasil. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 9, n. 2, jul. 2019. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/115>. Acesso em: 23 ago. 2019.