O samba, a bossa nova e a moderna canção brasileira

  • Feliciano José Bezerra Filho Universidade Estadual do Piauí

Resumo

o artigo aponta caminhos evolutivos da canção brasileira, representada pela ascensão do samba à categoria de gênero musical marcador de nacionalidade e o desdobramento conceitual da bossa nova como índice de modernidade na cultura brasileira. Alguns diálogos foram necessários junto a pesquisadores como, Luiz Tatit (2004), Stanley Sadie (1994), Hermano Viana (1995), para corroborar com as ideias aqui levantadas.

Referências

Enciclopédia da Música Brasileira: Popular, Erudita e Folclórica, São Paulo, Art Editora / Publifolha,
1998.
JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. São Paulo, Cultrix, 1999.
KIEFER, Bruno. História da Música Brasileira. Porto Alegre, Ed. Movimento, 1976.
NAPOLITANO, Marcos. Seguindo a Canção: Engajamento e Indústria Cultural (1959 – 1969).
São Paulo, Anablume, 2001
NESTROVSKI, Athur. Ironias da Modernidade. São Paulo, editora Ática, 1996.
RISÉRIO, Antônio. Caymmi: uma Utopia de Lugar. São Paulo, Perspectiva, 1993.
SADIE, Stanley. Dicionário Grove de Música. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 1994.
Publicado
2019-07-05
Como Citar
BEZERRA FILHO, Feliciano José. O samba, a bossa nova e a moderna canção brasileira. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 9, n. 2, jul. 2019. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/190>. Acesso em: 23 ago. 2019.