O JUÍZO DA IMPRENSA EM PAGINAS INFANTIS (1908), DE PRESCILIANA DUARTE DE ALMEIDA

  • Ana Paula Serafim Marques da Silva UFPB
  • José Hélder Pinheiro Alves

Resumo

Neste artigo, analisamos a seção denominada como “Juízos da imprensa” presente na obra Paginas infantis (1908), da poetisa mineira Presciliana Duarte de Almeida (1867-1944). Trata-se de artigos publicados, por ocasião do lançamento da primeira edição da obra, que contribuem para dar visibilidade à autora e à sua produção. A pesquisa é de caráter documental e bibliográfica, com natureza qualitativa e dimensão interpretativa, que abarca a rede de relações de uma elite intelectual a qual a escritora se integra com o intuito de legitimar, qualificar e projetar sua obra. Como base teórica, adotamos principalmente as considerações de Arroyo (1968[2011]), Camargo (2001), Carvalho (1989), Ferreira (2012).

Publicado
2021-04-27
Como Citar
SERAFIM MARQUES DA SILVA, Ana Paula; PINHEIRO ALVES, José Hélder. O JUÍZO DA IMPRENSA EM PAGINAS INFANTIS (1908), DE PRESCILIANA DUARTE DE ALMEIDA. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 11, n. 2, abr. 2021. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/297>. Acesso em: 05 dez. 2021.