A presença da cidade na obra de Fernando Namora: uma leitura sobre a solidão

Resumo

O presente artigo tem como principal objetivo refletir sobre a presença da cidade na obra do escritor português Fernando Namora a partir de dois romances: O Homem Disfarçado (1957) e O Rio Triste (1982), visando demonstrar o quanto o jogo ficcional do autor explora a paisagem e a ambiência urbanas para criar sensações e estabelecer significados. O estudo conta, principalmente, com a teoria sobre espaço/corpo, de Félix Guattari (1992), com A arquitetura e os sentidos (2011), do filósofo/arquiteto Juhani Pallasmaa, além do livro Literatura e Paisagem em diálogo (2012), organizado por Carmen Negreiros, Ida Alves e Masé Lemos, entre outros. O trabalho se vale ainda do conceito de dromologia, cunhado por Paul Virilio (1993), de modo a pensar na aceleração dos corpos no espaço urbano e na consequente solidão dos mesmos.

Referências

ALVES, Ida. Poesia e paisagem urbana: diálogos do olhar. In: NEGREIROS, Carmem; LEMOS, Masé; ALVES, Ida (org). Literatura e Paisagem em diálogo. Rio de Janeiro: Edições Makunaima, 2012.
CARLOS, Ana Fani Alessandri. Espaço-tempo na metrópole. São Paulo: Contexto, 2001.
DÉCIO, João. Aspectos da Obra Literária de Fernando Namora. Problemas de Literatura Portuguesa. Crato: Cariri, 1967, p. 41-62:
GUATTARI, Félix. Espaço e corporeidade. In: Caosmose: um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 1992.
JORGE, Silvio Renato. Pelas Ruas de uma cidade triste: Lisboa e as imagens da solidão. II Encontro UFF e UERJ - Rio de Janeiro e Lisboa: Cidades Literárias, 2020. Disponível em: . Acesso em: 29 de mai. 2021.
NAMORA, Fernando. O Homem Disfarçado. Lisboa: Arcádia, 1957.
______. O Rio Triste. Rio de Janeiro: Nórdica, 1982.
NEGREIROS, Carmem; LEMOS, Masé; ALVES, Ida (org). Literatura e Paisagem em diálogo. Rio de Janeiro: Edições Makunaima, 2012.
PALLASMAA, Juhani. Os olhos da pele: a arquitetura e os sentidos. Tradução técnica: Alexandre Salvaterra. Porto Alegre: Bookman, 2011.
______. Essências. Tradução de Alexandre Salvaterra. São Paulo: Gustavo Gili, 2018.
REIS, Carlos. Textos teóricos do Neo-Realismo português. Lisboa: Seara Nova, 1981.
SALEMA, Álvaro. “Fernando Gonçalves Namora”. Dicionário de Literatura. Actualização, 2. Porto, Figueirinhas, 2003, p. 557-558.
VERDE, Cesário. O sentimento dum ocidental. Poesias Completas de Cesário Verde. Rio de Janeiro: Ediouro, 1987.
VIRILIO, Paul. O espaço crítico. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993.
Publicado
2022-12-30
Como Citar
CURSINO, Karina Frez. A presença da cidade na obra de Fernando Namora: uma leitura sobre a solidão. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 13, n. 02, dez. 2022. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/421>. Acesso em: 30 maio 2024.