O ATLAS LINGUÍSTICO DO ESTADO DE ALAGOAS (ALEAL) NO CONTEXTO DOS ATLAS REGIONAIS DO NORDESTE DO BRASIL: OBJETIVOS, METODOLOGIA E DADOS GERAIS

  • Vanderci de Andrade Aguilera Universidade Estadual de Londrina
  • Maranúbia Pereira Barbosa Doiron Universidade Estadual do Centro-Oeste

Resumo

O artigo visa a apresentar o Atlas Linguístico do Estado de Alagoas (ALEAL), fruto da tese de doutorado de Barbosa-Doiron (2017). Com base nos pressupostos teóricometodológicos da Geolinguística (DAUZAT, 1922) e da Dialetologia Pluridimensional (THUN, 1998), Barbosa-Doiron incumbiu-se, por meio de um atlas linguístico, de atestar que o Estado de Alagoas está inserido, de fato, no subfalar nordestino, conforme a clássica divisão dialetal de Nascentes (1953). Neste artigo discutem-se a metodologia adotada e alguns aspectos linguísticos da fala alagoana.

Referências

ARAGÃO, Maria do Socorro Silva de; MENEZES, Cleuza Palmeira Bezerra de. Atlas Lingüístico da Paraíba. 2 v. Brasília: UFPB/CNPq, Coordenação Editorial, 1984.
BARBOSA DOIRON, Maranúbia Pereira. A motivação semântica nas respostas dos informantes do Atlas Linguístico do Estado de Alagoas (ALEAL). 2v. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem). Departamento de Letras, Universidade Estadual de Londrina, Brasil, e Université Grenoble Alpes, França, 2017.
BESSA, José Rogério Fontenele. Atlas linguístico do Estado do Ceará. vol. 1 Introdução. Fortaleza: Edições UFC, 2010.
CARDOSO, Suzana Alice Marcelino da Silva; MOTA, Jacyra Andrade; AGUILERA, Vanderci de Andrade; ARAGÃO, Maria do Socorro Silva de; ISQUERDO, Aparecida Negri; RAZKY, Abdelhak; MARGOTTI, Felício Wessling. Atlas linguístico do Brasil: cartas linguísticas 1, vol. 2. Londrina: Eduel, 2014.
COMITÊ NACIONAL DO PROJETO ALiB: Atlas linguístico do Brasil: Questionários 2001. Londrina: Eduel, 2001.
DAUZAT, Albert. La géographie linguistique. Paris: Ernest Flammarion, 1922.
FERREIRA, Carlota da Silveira; MOTA, Jacyra Andrade; FREITAS, Judith Mendes de Aguiar; ANDRADE, Nadja Maia Cruz de; CARDOSO, Suzana Alice Marcelino; ROLLEMBERG, Vera Lúcia Sampaio; ROSSI, Nelson. Atlas Lingüístico de Sergipe. Salvador: UFBA/Instituto de Letras/Fundação Estadual de Cultura de Sergipe, 1987.
HOUAISS, Antônio. Dicionário eletrônico Houaiss de língua portuguesa. São Paulo: Objetiva, 2009.
NASCENTES, Antenor. O linguajar carioca. 2 ed. Rio de Janeiro: Simões, 1953 [1922].
NEGRO D’AGUA - Lendas e Mitos. Disponível em:https:///www.sohistoria.com.br/lendasemitos/negro. Acesso em: 02 fev. 2021.
PEREIRA, Maria das Neves. Atlas geolinguístico do litoral potiguar. Rio de Janeiro: UFRJ, Faculdade de Letras. 2v. Vol I: 123p. mimeo. Vol II 189p. mimeo. Tese de Doutorado em Letras Vernáculas, 2007.
RAMOS, Conceição de Maria (coord.) Projeto Atlas Linguístico do Maranhão - ALIMA. São Luís: Universidade Federal do Maranhão, Departamento de Letras (em andamento). ROSSI, Nelson. Atlas Prévio dos Falares Baianos. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1963.
SÁ, Edmilson José de. Atlas linguístico de Pernambuco. 2013. 2 v. vol. 1: 249 p. e vol. 2: 293 p. Tese (Doutorado em Letras) - Departamento de Letras, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2013.
SANCHES, Romário Duarte; RIBEIRO, Celeste. Variação lexical para libélula no Atlas Linguístico do Amapá. Web-Revista Sociodialeto. vol. 4, nº 1, nov. 2013, p. 435-449.
THUN, Harald. La géographie linguistique romane à la fin du XXe siècle. In. ENGLEBERT, Annick; PIERRARD, Michel; ROSIER, Laurence; van RAEMDONCK, Dan (Orgs.). Actes do XXIIe Congrès International de Linquistique et de Philologie Romanes. Bruxelas: Max Niemeyer Verlag, 1998.
THUN, Harald; ELIZAICÍN, Adolfo. El Atlas Lingüístico Diatópico y Diastrático del Uruguay (ADDU). Fasc. A. 1. Kieel: Westensee, 2000.
Publicado
2022-04-08
Como Citar
AGUILERA, Vanderci de Andrade; PEREIRA BARBOSA DOIRON, Maranúbia. O ATLAS LINGUÍSTICO DO ESTADO DE ALAGOAS (ALEAL) NO CONTEXTO DOS ATLAS REGIONAIS DO NORDESTE DO BRASIL: OBJETIVOS, METODOLOGIA E DADOS GERAIS. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 12, n. 01, abr. 2022. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/463>. Acesso em: 07 out. 2022.