Como as crianças leem book apps literários? Análise de uma prática de leitura com os Aplicativos Boum! e A árvore dos sonhos

  • Roberta Gerling Moro Universidade Luterana do Brasil
  • Edgar Roberto Kirchof Universidade Luterana do Brasil

Resumo

O objetivo deste artigo é discutir sobre a leitura de aplicativos literários (book apps) por parte de crianças de 3 a 10 anos de idade, tomando, como base, atividades de leitura realizadas com os aplicativos Boum! e A Árvore dos Sonhos. Os principais autores utilizados para fundamentar, teoricamente, as análises aqui propostas são Teale e Yokota (2014), Sargeant (2015), Serafini, Kachorsky, Aguilera (2016), entre outros. Para atingir seus objetivos, o presente artigo está estruturado em três partes: na primeira, são apresentadas e discutidas as características dos book apps, além das pesquisas que vem sendo desenvolvidas sobre a literatura digital infantil; na segunda parte, apresentam-se os book apps Boum! e A Árvore dos Sonhos, juntamente com a análise dos dados referentes à interação das crianças com essas obras. Para finalizar, na terceira parte, são apontadas algumas das principais conclusões a que foi possível chegar com esta pesquisa.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Possui graduação em Artes Visuais - Licenciatura pela Universidade Luterana do Brasil (2015/2) e Mestrado em Educação pela mesma Instituição PPGEDU - ULBRA (2018). Tem experiência na área da Educação, produção artística, organização de exposições e eventos culturais. Artista plástica atuando no município de Osório/ RS, possuindo produções artísticas na área de desenho, pintura e arte digital. Foi discente representante na Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU - ULBRA). É integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Cultura e Escrita Digital na Faculdade de Educação da UFMG/Ceale.

##submission.authorWithAffiliation##

Possui graduação em Letras (Portugês/Alemão) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1995), graduação em Teologia pela Escola Superior de Teologia (1998), mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1997) e doutorado em Lingüística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001), tendo realizado um Pós-Doutorado em Estética e Biossemiótica na Universidade de Kassel, Alemanha (2005). É bolsista de produtividade 1 B pelo CNPq, membro do CA de Ciências Humanas e Sociais da FAPERGS e editor da Revista Textura. Atualmente é professor adjunto da Universidade Luterana do Brasil, atuando, como docente e pesquisador, no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU) e como docente no Curso de Letras. Seus principais temas de pesquisa são as relações entre a Literatura, a Cultura Digital e a questão das Diferenças, com foco na Literatura infanto-juvenil. Atua nas seguintes áreas: Teoria da Literatura, Semiótica, Estudos Culturais e Educação.

Referências

ALIAGAS, Cristina; MARGALLO, Ana M. Children’s responses to the interactivity of storybook apps in family shared Reading events involving the iPad. Literacy, UKLA, v. 51, n. 1, jan/2017.
BUS, Adriana G.; TAKACS, Zsofia K; KEGEL, Cornelia A.T. Affordances and limitations of electronic storybooks for young children’s emergent literacy, Developmental Review, n. 35, 2015, p. 79–97, disponível em: https://doi.org/10.1016/j.dr.2014.12.004
CORRERO, Cristina, REAL, Neus. Panorámica de la literatura digital para la educación infantil, Textura Canoas, n.32 p.224-244 set./dez. 2014. Disponível em:
http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/1255/945
____________. Valorar la literatura infantil digital: propuesta práctica para los mediadores. Textura, Canoas, p. 8-33, v. 20, n. 42, jan./abr. 2018.
Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/3639
FREDERICO, Aline. Children Making Meaning with Literary Apps: A 4-year-old child?s transaction with The Monster at the End of This Book. Paradoxa, 2018.
HENKEL, Ayoe Quist. Exploring the Materiality of Literary Apps for Children. Children’s Literature in Education, 2016. DOI:10.1007/s10583-016-9301-7
KUCIRKOVA, Natalia. An integrative framework for studying, designing and conceptualising interactivity in children’s digital books. British Educational Research Journal, n.6, v.43, p. 1168–1185, dez. 2017. DOI: 10.1002/berj.3317
MENEGAZZI, Douglas Luiz. O Design de interfaces de livros infantis apps: uma revisão das características e recomendações. Textura Canoas, n. 20, v. 43, p. 215-238 mai./ago., 2018.
Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/3590/2940
MORAES, Giselly Lima. Música em narrativas digitais para crianças: contribuições para a mediação leitora. Textura Canoas, n. 20, v. 43, p. 60-82, mai./ago., 2018.
Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/txra/article/view/3585/2770
SARAIVA, Juracy Assmann; MELLO, Ana Maria Lisboa de; VARELLA, Noely Klein. Pressupostos teóricos e metodológicos da articulação entre literatura e alfabetização. In. _____. SARAIVA, Juracy Assmann (org). Literatura e alfabetização: do plano do choro ao plano da ação. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001. p. 81-87.
SARGEANT, Betty. What is an ebook? What is a Book App? And Why Should We Care? An Analysis of Contemporary Digital Picture Books. Chidren’s Literature in Education, New York, 46, p. 454 – 466, fev. 2015.
SERAFINI, Frank; KACHORSKY, Danielle; AGUILERA, Earl. Picture Books in the Digital Age. The Reading Teacher, v. 69, n. 5, p. 509-512, mar./abr. 2016.
TEALE, William. H; YOKOTA, Junko. Picture Books and the Digital World: Educators Making Informed Choices. The Reading Teacher. v. 67, n. 8, p. 577-585, 2014.
Publicado
2019-07-05
Como Citar
GERLING MORO, Roberta; KIRCHOF, Edgar Roberto. Como as crianças leem book apps literários? Análise de uma prática de leitura com os Aplicativos Boum! e A árvore dos sonhos. LETRAS EM REVISTA, [S.l.], v. 9, n. 2, jul. 2019. ISSN 2318-1788. Disponível em: <https://ojs.uespi.br/index.php/ler/article/view/92>. Acesso em: 15 out. 2019.